• Av. Padre António Vieira, Ed. Mercúrio, Bloco II, Loja nº 5, R/Chão Esq, 5400-086 Chaves
  • Tel: 276 400 200
  • Seg - Sáb: 8:00 - 20:00
  • Domingo: Fechado

O que é?

O que é?
1 de Setembro, 2019

O que é?

ACNE

Acne é uma condição dermatológica que afeta 80% da população num determinado período da vida, com mais frequência durante a adolescência. Pode também surgir em bebés (acne neonatal) ou apenas em idade adulta.

A pele produz diariamente gordura que a protege da desidratação e das agressões externas. Quando em excesso, obstrui os folículos pilosos (poros) originando comedões, mais conhecidos por pontos negros ou pontos brancos.

A acumulação de gordura nos poros faz com que as bactérias se localizem nessa zona, onde acabam por se decompor e juntamente com as células de pele morta, originam as borbulhas. As áreas mais afetadas são a face, pescoço, peito, costas e ombros, já que são estas as regiões que têm uma maior concentração de folículos sebáceos.

Lesões da acne tendem a cicatrizar lentamente, desaparecendo de uns locais e aparecendo noutros. A acne pode ser classificada como não inflamatória e inflamatória.

Acne Não Inflamatória

Manifesta-se através de comedões e pode ser chamada de acne comedogénica. Neste caso, a gordura sebácea fica encravada nos folículos. Os comedões abertos são os pontos negros, que adquiriram esta cor devido à ação oxidativa do oxigênio na gordura, enquanto os comedões fechados são os pontos brancos, mais difíceis de remover e facilmente provocam a acne inflamatória.

Acne Inflamatória

As lesões inflamatórias correspondem às pápulas (acne ligeira) e pústulas (acne moderada), que se apresentam como borbulhas com pus e que resultam da colonização dos comedões fechados pela bactéria P. acnes, que irrita ainda mais o comedão já existente.

Lesões mais graves como nódulos e cistos, caracterizam a acne severa. Os nódulos são lesões mais profundas que podem envolver mais que um folículo e os cistos são grandes nódulos flutuantes.

Estas lesões de maior dimensão são muito incomodativas para quem as possui e podem originar cicatrizes permanentes e a hiperpigmentação da pele. É denominada de acne mista quando a acne não inflamatória coexiste com a acne inflamatória.

Quais as principais causas da acne?

A causa direta para o aparecimento da acne é o excesso de produção de sebo, da acumulação de células cutâneas mortas e a acumulação bacteriana nos poros. Mas existem outros fatores que podem agravar a acne.

As alterações hormonais na puberdade, nomeadamente nas hormonas masculinas (testosterona e androgénios) estimulam a produção sebácea. Já nas mulheres, as alterações hormonais que ocorrem na gravidez ou durante o ciclo menstrual, são a grande causa de agravamento da acne.

Existem ainda outros fatores, como a utilização de anticoncetivos orais e alguns medicamentos (corticoides, androgénios), alimentos ricos em carbohidratos que aumentam o nível de açúcar no sangue, também contribuem para o aparecimento da acne.

Não está provado que o chocolate, a lavagem de pele inadequada ou uma dieta pouco equilibrada, estejam relacionados com a acne. É importante referir que a limpeza da pele com muitos agentes irritantes pode agravar a acne, desidratando a pele e produzindo sebo em excesso. O stress não causa acne, mas poderá agravá-lo caso a tenha!

A acne pode de facto melhorar se realizar uma limpeza diária suave para remover a gordura e as células mortas, se evitar o uso de produtos/cosméticos oleosos e durante o verão devido ao efeito anti-inflamatório da luz solar.

Como é que diagnostica a acne?

diagnóstico da acne terá de ser realizado por um médico dermatologista, visto que existem outras doenças de pele com características semelhantes a esta condição. Normalmente, a acne vulgar é diagnosticada por exame clínico. Em função da gravidade – leve, moderada ou grave – e com base na quantidade e tipo de lesões, o médico indicará o melhor tratamento.

Como se trata a acne?

O tratamento da acne deverá ser sempre recomendado pelo dermatologista. É importante tratar a acne para reduzir a extensão da doença, cicatrizes e o stress psicológico.

Nos casos da acne ligeira, o uso diário de produtos de limpeza adequados e de cremes hidratantes e esfoliantes, pode ajudar a atenuar as manifestações cutâneas, mas não devem ser usados excessivamente, dado que tal não trás benefícios. O uso de maquilhagem também pode irritar a pele, por isso e se for utilizada, deve ser devidamente retirada ao deitar.

De um modo geral, o tratamento da acne envolve a redução da produção sebácea (gordura), da formação de comedões, infeções e inflamações e da proliferação bacteriana. Existem loções que reduzem a produção de gordura e que conseguem destruir as bactérias. Os medicamentos ricos em vitamina A estimulam a renovação da pele e os antibióticos são importantes na supressão de bactérias presentes, mas sempre com a prescrição de um médico especialista!

unidade de Dermatologia do Hospital Privado de Chaves – Clínica possui os meios necessários para o diagnóstico e tratamento da Acne.

Não deixe que a acne afete a sua vida!

Translate »